O que é e como funciona a rastreabilidade de produtos?

rastreabilidade de produtos

O que é e como funciona a rastreabilidade de produtos?

A confiabilidade e qualidade dos produtos é uma característica marcante e fundamental para a construção de uma boa imagem em uma empresa. O feedback enviado pelos usuários, e a relação construída após a compra são imprescindíveis para que a empresa consiga atingir ainda mais pessoas com base em indicações de seus serviços e produtos, já que a boa experiência de uso é a melhor e mais eficiente propaganda. Num contexto em que os adjetivos: confiabilidade e qualidade, ganham cada vez mais notoriedade, cabe às indústrias e demais empresas esforçarem-se para acompanhar o desenvolvimento de seus produtos de perto, evitando que os erros cheguem ao cliente, e que se porventura chegarem sejam rapidamente identificados e corrigidos. Para tal, utiliza-se um conceito cada vez mais importante, a rastreabilidade de produtos, que podem ser gerenciadas por sistema de gestão.

O que é a rastreabilidade de produtos?

O termo ainda não possui um significado no dicionário da língua portuguesa, mesmo assim já tem se tornado comum nas frases de muitos empreendedores e gestores. A rastreabilidade diz respeito à capacidade de identificar os estágios precedentes de um determinado produto, como o próprio termo denuncia, trata-se de seguir o rastro de fabricação do produto, buscando com isso alavancar a produtividade, e transferir maior credibilidade aos produtos, além de ser item obrigatório para algumas classes produtivas, como a de medicamentos, por exemplo.

O acompanhamento rígido da cadeia de suprimentos se tornou tendência global, principalmente pela sua eficiência no momento de resolução de eventuais defeitos em um produto, e com essa característica as empresas buscam um lugar a frente das concorrentes através da velocidade na correção de seus problemas. O rastreamento manual não se mostrou suficiente nessa tarefa, por isso surgiram os sistemas de rastreamento informatizados, que em uma combinação entre software e hardware, estão aptos a emitir uma documentação de toda a metodologia produtiva em tempo real, contribuindo para o controle de qualidade, eficiência das linhas de montagem, cumprimento de diretrizes e regulamentos dentre outros benefícios.

A Samsung, grande corporação transnacional de tecnologia, protagonizou um caso recente de impacto mundial, e que demonstra a eficiência da rastreabilidade na cadeia produtiva, seu mais novo aparelho, o smartphone Galaxy Note 7, começou a apresentar eventuais defeitos de superaquecimento e até casos mais sérios que chegaram a explosões. A origem desses contratempos pôde ser identificada através da rastreabilidade como um defeito em um determinado lote de baterias, e em seguida como uma falha nos polos de conexão das mesmas, obrigando a companhia a interromper a produção dos tablets.

Mesmo com todo o prejuízo angariado, a produção pôde ser interrompida antes que casos fatais ocorressem e manchassem ainda mais a imagem da empresa. Casos extremos como esse não costumam acontecer, mas podem ser evitados com o acompanhamento apurado das linhas de produção através de um sistema ERP eficiente.

Tecnologias contribuintes para o rastreamento

A evolução da tecnologia foi determinante no aumento da eficiência no rastreamento de itens. Desde a implementação dos códigos de barras há 40 anos, tem se tornado muito mais simples atualizar as quantidades em estoque e controlar a entrada e saída de insumos nos espaços que delimitam a empresa. Ainda na família dos códigos em preto e branco, estão os populares QR Code’s, ou 2D Datamatrix, também muito eficientes nas atividades que exigem velocidade como um caixa de supermercado por exemplo.

O próximo passo na evolução do rastreamento está na tecnologia RFID (Radio-Frequency Identification), que utiliza tags específicas e equipamentos de hardware avançados para efetuar a leitura a longas distâncias, esse sistema é usado em larga escala nos grandes armazéns de distribuidoras e também no acompanhamento de peças delicadas como jóias e instrumentos cirúrgicos. No caso dos instrumentos cirúrgico por exemplo, o rastreamento é fator determinante para a diminuição dos casos de equipamentos esquecidos no interior de pacientes após a cirurgia, e de extravio dos kits de alto valor comercial.

Como funciona a rastreabilidade de produtos?

Existem alguns métodos de rastreabilidade, definidos de acordo com as tecnologias utilizadas e com o tipo de item que está sendo acompanhando. Alguns destes métodos operados em um sistema de gestão será pincelado abaixo.

  • Gerenciamento de ativos

Os ativos aqui descritos são todos os itens de posse da fábrica ou empresa, ou seja, as máquinas utilizadas na produção, prateleiras onde se armazenam os estoques, ferramentas, e tudo mais que se queria controlar. Nessa modalidade costuma-se utilizar a radiofrequência para acompanhar as mudanças de estado desses itens, permitindo ao gestor, saber onde está em cada prateleira ou quem está utilizando tal ferramenta, com isso reduzem-se os custos com o extravio de itens e aumenta-se o nível de controle sobre a localização e estado não apenas desses ativos, mas de toda a cadeia de manufatura que depende deles.

  • Manufatura automatizada

O rastreamento está se tornando fundamental nas linhas de montagem mais avançadas do mercado, onde os processos estão cada vez mais complexos e com mais peças e máquinas envolvidas, o RFID se torna novamente importantíssimo na documentação da trajetória desse produto desde matéria-prima até o envio para as lojas, a partir daí são os códigos de barras que garantem a rastreabilidade.

  • Gestão de estoque

Os códigos de barras são figura carimbada quando o assunto é gestão de estoque! As barrinhas monocromáticas economizam muito tempo no acompanhamento das entradas e saídas em seu estoque, dispensando a necessidade de digitação de todos os números por um funcionário, e em conjunto com as demais formas de rastreamento contribui para a precisão na gestão de quantidades a serem adquiridas. A gestão por lotes por exemplo, diminui o risco de prejuízo com o vencimento de prazos de validade e é beneficiada pela operação baseada nos códigos de barras. Os eletrônicos por sua vez, podem ter toda a documentação baixada para identificar um possível defeito quando há a necessidade de enviá-lo à assistência autorizada.

Os benefícios trazidos por um sistema de rastreamento são muitos, mas para que eles sejam expressivos é necessário investimento tanto em hardware, como em equipamentos para a identificação dos produtos, além disso é preciso implantar um sistema de gestão que comporte todas essas informações de maneira organizada e integrada, automatizando ainda mais os processos.

Com o ERP da Brascomm, sua empresa possui total controle na rastreabilidade de produtos, garantindo maior segurança onde, em qual cliente seus produtos se encontram, além disso informações como o prazo de contratação da locação de seus produtos ou serviços. Solicite uma demonstração sem compromisso!

Sem comentário

Escrever um comentário

Comentário
Nome
Email
Website

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.